Sociedade Mineira de Catoca sob cerca sanitária. Testados mais de 1600 trabalhadores

Foi montada uma cerca sanitária na Sociedade Mineira de Catoca, em Saurimo, na Lunda Sul, por suspeita de existirem três casos de covid-19 naquela empresa do sector diamantífero.

Segundo a informação divulgada esta Segunda-feira por Viegas de Almeida, o coordenador adjunto da Comissão Provincial de Resposta à Covid-19 na Lunda Sul, as autoridades sanitárias estão à espera de receber os resultados de testes feitos a 81 cidadãos, entre os quais vários funcionários daquela mina.


Para já ainda não há data de quando é que a cerca será levantada, sendo que permanecerá por tempo indeterminado, adiantou. Citado pela Angop, o coordenador revelou que a comissão provincial vai recolher amostras dos 1600 funcionários que se encontram confinados na mina. Essas amostras serão enviadas para a capital para serem analisadas em laboratório, completou.


Viegas de Almeida afirmou que a comissão daquela província tem sensibilizado as pessoas, apelando ao reforço das medidas de protecção.
Até à data, a província da Lunda Sul registou apenas um caso positivo de covid-19.


Recorde-se que em Março, a Sociedade Mineira de Catoca -a quarta maior mina de diamantes do mundo e a responsável por mais de 75 por cento da produção de diamantes no país – suspendeu parcialmente os trabalhos, tendo dispensado parte dos trabalhadores.

0 0 vote
Ranking do Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: