PGR apreende imóveis construídos com fundos da Sonangol

O Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SENRA) procedeu esta quinta-feira, nas províncias de Luanda, Benguela e Malange, a apreensão de imóveis erguidos com fundos provenientes da Sonangol e que se encontravam a cargo das empresas Prumo- Empreendimentos e Materiais de Construção e REMPROS.

De acordo com uma fonte da PGR, que revelou o facto à ANGOP, na posse da Prumo- Empreendimentos e Materiais de Construção, cujo beneficiário efectivo é Carlos Gil Cunha, ex-director da Cooperativa Cajueiro, tiveram lugar as apreensões dos projectos Tambarino (Lobito, Benguela), Palanca Negra e Mifongo (Malange), Ex-Petro e Nova Vida III (Luanda).

Já em Benguela foi apreendido o projecto Acácia Rubras, construído com fundos públicos, e que estava entregue à empresa REMPROS LDA, cujo beneficiário efectiva era o antigo governador Isaac dos Anjos.

A fonte da PGR revela igualmente que, nesta quinta-feira, foi também apreendido, no âmbito do processo contra o ex-presidente do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Paixão Júnior, contentores de material para montagem de uma fábrica de yogurtes, em Benguela, que estavam entregues à empresa Smart Solution.

Fonte: Angop

0 0 vote
Ranking do Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: