Manifestação do dia 11- o quê se espera?

A certeza de que neste dia 11 de Novembro as ruas de Luanda estarão pesadas, em função da grande manifestação agendada, já chega a ser inquestionável. Nas redes sociais, todos os dias vemos publicações (textos, imagens e memes) que certificam a possibilidade desta vir a ser a maior manifestação jamais vista em Angola, uns dizem até que será “a luta por uma nova independência”.

Na alçada deste problema mora o facto de os jovens reclamarem, sobretudo, a falta de emprego, e a oposição aproveita-se disto para criar outras barafundas. Angola, passa a registar uma nova era, mas, não apenas porque os cidadãos despertaram, porém porque se abriu mailiberdade de expressão, reunião e manifestação, comparando ao regime anterior.

A manifestação que se avizinha já começa a mostrar as evidências do estrago que poderá ser. Uma parte da juventude que, se deixou levar emocionalmente nestes protestos, vem demostrando algum comportamento indigno de pessoas cientes da luta que levam a cabo.

Publicações de pessoas com os seus cães possantes a dizerem que os levarão consigo a manifestação, para fazer face aos cães das forças policiais, caso os levem outra vez, virou moda. Da mesma forma, outras pessoas tornam público vídeos com dizeres não apropriados para quem, como eu, luta por uma Angola melhor.

Não precisamos indiciar a violência e a desobediência, porque a nossa luta não consiste nisto. A manifestação deve ser um exercício coeso de cidadania e não um comportamento marginalizado, ou insano por parte de quem o adere. E, enquanto juventude força motriz de uma Nação como Angola, a necessidade de se ter os pés bem acentuados sobre o solo é maior, para que consigamos apurar seriamente os males que estão nas raízes das questões que retardam os avanços do país.

A juventude precisa compreender a importância do património público, ou privado, como primeira lição de casa para quem quer ver uma Angola melhor, porque, antes de destruir o que for, tem consciência do prejuízo que a sua acção pode desencadear nos cofres do Estado.

O que se pode esperar da manifestação de dia 11 de Novembro, um comportamento responsável por parte da juventude que defende os seus direitos apenas, ou um tremendo problema poderá surgir desta manifestação que até pessoas facilmente influenciáveis também estão a alinhar, por ser o prato do dia-dia nas redes sociais?

O Ministério do Interior e da Defesa têm a magna responsabilidade de preparem já forças policiais e militares para garantirem a boa segurança e ordem no local deste manifesto épico de dia 11.

Por: Kizúa Massoxe

0 0 vote
Ranking do Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: